sábado, 14 de outubro de 2017

Será um eterno castigo? 14/10/2017

Ainda me sinto sozinho neste mundo
Um grito silencioso sai de mim
Para te encontrar em um lugar raso ou fundo
E os anos passam e o universo conspira sem fim

Eu fico perplexo por varios momentos sem tregua
Sinto, sei que você está aqui, nesta era
E não saber nada de ti tornam meus dias inuteis, sem regra
E isto me faz ficar intratável, indomável, uma verdadeira fera

Dizem que viemos para este mundo para evoluir
Evoluir? Sem o amor verdadeiro? Sem a minha Fiona
Muito difícil acreditar que existe um propósito a seguir
Será que este é o meu destino, ficar sozinho como a vida condiciona

Nos momentos em que eu escuto alguma música romântica
Ou quando leio uma letra ou uma poesia recem escrita
Meu coração chora, e isto não é uma simples semântica
As lagrimas correm mesmo, como se a felicidade fosse a mim restrita

Muitas vezes fico andando, perdido, sem destino
Tentanto entender que mal eu fiz, e a quem, quando?
Que isto tudo é um tremendo ensinamento celestino
Vagar sozinho neste mundo, a deriva, minguando.

Todas os sábios, samaritanos e religiões pregam o amor
Mas será que isto que esta reservado pra mim: amar sem clamor?
Sinto que tem alguém querendo me encontrar ou gritando pra mim.
Mas será isto minha imaginação ou vontade sem fim?

Talvez não seja nesta era, ou na próxima
Se existe algo além, quem sabe eu seja amaldiçoado
Ou simplesmente não existe nada, e tudo é uma simples máxima
Mas o que eu sinto, existe sim, e não será destroçado

Um dia, um ano, um século, um milênio, o tempo que for
Esperarei por aquela que será o meu verdadeiro amor
Aceito sofrer uma, dez, cem eras para ficar contigo, de maneira absoluta
Eu só queria entender: porque grito e você não me escuta


Escrevi esta, escutando a música 'a thousand years' da Christina Perri, quem entender a letra verá que não tem nada a ver com o que eu escrevi. mas o que eu escrevi foi inspirado no que deve ter sido pensamentos do edward por longos seculos.

Nenhum comentário: